Os cookies nos ajudam a fornecer uma melhor experiência ao usuário, ao utilizar o nosso site, você concorda com o uso de cookies.
0 comentários admin Outros

Constar nos Editais de Chamamento Público e nas demais formas de
contratações, que seja observada, porém exigida quando não for artista solo, a
quantidade mínima de integrantes com deficiência, assim como o tempo de existência
do grupo/banda, sua qualidade artística como critérios essenciais e classificatórios,
prova que tal artista faz parte do meio artístico por exemplo: há no mínimo 02 anos.
Não permitir que afirmem ser um grupo ou artista com deficiência somente por
oportunizar em suas apresentações algum tipo de acessibilidade ou ainda incluir
instantaneamente algum participante com deficiência. Seguir o Plano da Secretaria
da Economia Criativa do Ministério da Cultura, e ainda de acordo com o projeto de
lei do Distrito Federal n. 1.412/2013, que visa dar efetividade à Lei n. 4.142/2008,
que garante a reserva de cotas em 5% para apresentações artísticas locais com
deficiência, na programação em eventos culturais promovidos pelo DF.